Erros comuns quando se quer emagrecer

Erros comuns quando se quer emagrecer

Hoje em dia, a maior parte das pessoas que pretendem emagrecer vão à procura de programas de emagrecimento, com a expectativa de obterem resultados visíveis num curto período de tempo. O que acontece na maior parte dos casos, que não estão a ser acompanhados por profissionais de saúde, é que acabam por cometer alguns erros por falta de conhecimento e, até mesmo, prejudicar a própria saúde. Vamos conhecer alguns desses erros:

Reduzir drasticamente as porções do prato

Reduzir as porções de comida no prato é uma técnica bastante usada por nutricionistas, no entanto só resulta quando é corretamente aplicada. Ao reduzir demasiado essas porções, para além, aumentar a fome, a ingestão de calorias é muito baixa, o que faz com que o metabolismo desacelere e, por consequente torna-se mais difícil perder peso.
Nas mulheres este é, sem dúvida, o erro mais comum, diminuem bastante o tamanho do prato acabando por petiscar mais entre refeições. Nos homens o erro é exatamente ao contrário petiscam pouco e, por tanto às refeições acabam por ingerir calorias a mais.

Pular Refeições

Outro erro é não tomar o pequeno almoço e/ou não jantar, causando um desaceleramento do metabolismo. Ficar muitas horas sem comer deixa o corpo com falta de energia e sem os nutrientes essenciais para o seu bom funcionamento. Como consequência, o organismo usa as proteínas dos músculos para obter energia e ao invés de se perder gordura, perde-se massa muscular.
O aconselhado é comer de três em três horas fazendo 6 refeições por dia (pequeno-almoço, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia).

Deixar-se levar pelos benefícios anunciados nos rótulos

Normalmente, quando se pretende emagrecer acaba-se por comprar as embalagens que têm as expressões “light”, “menos gordura saturada”, “alto teor de fibras” entre outras. A verdade é que, se formos analisar a tabela de informações nutricionais na parte de trás, verificamos que, na maior parte das vezes, esses produtos de saudáveis não têm nada.
Poderá consultar aqui outro artigo do nosso blog que tem algumas dicas para ler e interpretar melhor os rótulos das embalagens.

Fazer dietas muito restritivas

Dietas que se destacam por ter um número bastante reduzido de calorias, normalmente estão a privar o corpo de nutrientes essenciais que, mais cedo ou mais tarde acabam por prejudicar a saúde, não contribuindo para um emagrecimento saudável. Além disto, este tipo de regime alimentar é difícil de ser mantido, portanto não funciona a longo prazo.

Estar constantemente a verificar o peso

Perder peso de forma segura e saudável é algo que leva o seu tempo e os resultados não aparecem imediatamente na balança. A verdade é que o peso da balança pode ser afetado por diferentes razões do dia a dia, ganho de massa muscular, ciclos menstruais, retenção de líquidos entre outras…
Assim, deve pesar-se apenas uma vez por semana, de preferência logo ao acordar.

Esquecer-se da escolha das bebidas

Os refrigerantes e as bebidas alcoólicas aumentam a ingestão calórica. Por isso não basta ter cuidado com aquilo que se come, mas também com o que se bebe.

Atenção!
Por vezes, o aumento de peso ou a dificuldade em perdê-lo, pode estar associado à toma de medicação, problemas como stress crónico ou doenças como depressão, hipotiroidismo, entre outras doenças. Consulte sempre um profissional de saúde!