DICAS PARA LER E INTERPRETAR MELHOR OS RÓTULOS DAS EMBALAGENS QUE COMPRAMOS

DICAS PARA LER E INTERPRETAR MELHOR OS RÓTULOS DAS EMBALAGENS QUE COMPRAMOS

Ler atentamente os rótulos das embalagens dos produtos que consome é fundamental para saber exatamente o que ingere e em que quantidades. Saber interpretar corretamente a informação neles contida é essencial para uma escolha mais informada e consciente.

Lista de Ingredientes
A lista apresenta-se por ordem decrescente, sendo os primeiros ingredientes da lista aqueles que existem em maior quantidade. Deve optar sempre por listas o mais curtas possíveis e com ingredientes que reconheça.

Informação Nutricional
Valor energético: Corresponde às calorias. Podemos encontrar esta referência nos rótulos em como “kcal”, que significa, “quilocalorias, ou “kJ”, que significa quilojoule. Opte por alimentos com menor densidade energética. O ideal seria optar por produtos com menos de 100kcal/100g de produto (baixo valor energético).

Hidratos de carbono: Sempre que possível opte por alimentos que apesar de ricos em hidratos de carbono complexos tenham menor teor de açúcar (<5g/100g de produto) que normalmente vem indicado como “dos quais açúcares…” Qualquer designação terminada em ‘ose’ é um açúcar (ex: glicose, maltose, frutose…).

Gorduras: O nome que vem mencionado nos rótulos é “lípidos”. Opte por alimentos com menos de 3g de gordura por 100g de produto.

Gorduras saturadas: Evite alimentos com mais de 1,5g de gorduras saturadas por 100g de produto. Estas devem ser as que merecem mais atenção pelo impacto negativo que têm no aumento dos níveis de colesterol “mau” – “LDL”.

Sal: Escolha alimentos com menos de 0,12g de sal por 100g de produto. No rótulo, pode encontrar como designações dadas ao sal, as seguintes: “Cloreto de sódio”; “Bicarbonato de sódio”, “Bissulfato de sódio”; “Fosfato dissódico”; Hidróxido de sódio”; “Propionato de sódio”; “Glutamato” e “Monosódico”.

Fibra: Escolha opções de alimentos fonte de fibra (3g de fibra/100g de produto) ou de alto teor de fibra (6g de fibra/100g de produto).

Aditivos – Os aditivos podem ou não ter “valor nutritivo” e são adicionados intencionalmente aos alimentos com o objetivo de os conservar ou melhorar as suas características. O “E” dos rótulos representa todos os aditivos.

Condições de conservação

Tome notas das condições às quais o alimento deve ser mantido para garantir um estado adequado de conservação. Respeitar essas indicações permitirá a manutenção das suas características iniciais até à hora de o consumir.

Alimentos alérgenos
É obrigatória a presença da lista de substâncias com potencial alergênico, como a soja, glúten, leite, ovos, frutos secos, entre outros. Se sofre de alguma alergia ou intolerância faça uma leitura ainda mais cuidada dos rótulos.

Porção de alimento
Os rótulos por norma apresentam a informação nutricional por 100g e por porção, no entanto esta porção apresentada no rótulo muitas vezes não corresponde à que é efetivamente ingerida, pelo que deve ter isto em conta na hora de fazer comparações entre rótulos de diferentes produtos alimentares.

Algumas designações e o seu significado:
Produtos Light – O termo light significa que o alimento teve uma redução mínima 30% do teor de algum nutriente, seja em valor calórico, açúcar ou gordura comparativamente ao produto original.
Produtos Magros – São alimentos que têm uma redução no teor de gordura.
Produtos 0% – São alimentos que têm até 0,5g de açúcar ou gordura por cada 100g Nenhum deles dispensa a leitura atenta do seu rótulo.